quinta-feira, 3 de maio de 2012

Anseio

Anseio a eternidade
o sono dos poetas
jardins de saudade
fantasias secretas.

Imploro socorro
carinhos dobrados
amor e cuidados
senão morro.

Anseio dormir
um sonho eterno
descanso sereno
que há de vir…

Felipa Monteverde

3 comentários:

Smareis disse...

Oi Querida,

Maravilhoso versos, escrevste lindamente esse anseio.
Te sigo aqui nesse também.

Beijos grande!

Ailime disse...

Olá Felipa boa noite,
A nossa busca constante de encontrar a serenidde, a paz e o amor num belíssimo poema.
Desejo-lhe um bom fim-de-semana.
Bj
aILIME

Gracita disse...

Boa noite Felipa. Estamos sempre em busca da serenidade e com fé haveremos de encontrar. Vim agradecer sua carinhosa visita e seu carinho. A sua presença traz brilho e luminosidade para o meu cantinho. Uma ótima semana.
Beijinhos com afeto
Gracita