sexta-feira, 18 de maio de 2012

Quero perceber a vida

Quero perceber a vida
mas a vida não me entende.

Foge, deixa-me esquecida
e depois me surpreende
ao me deixar deprimida
por sonhos que não me vende.

Felipa Monteverde

8 comentários:

Ailime disse...

Boa noite Felipa,
Outro poema que apreciei imenso!
A vida é uma constante surpresa em que os sonhos que idealizamos parecem não estar ao nosso alcance.
O importante é não deixar de sonhar.
Bj e bom fim-de-semana.
Ailime

Nilson Barcelli disse...

Mas quem é que percebe a vida, na verdade?
Belo poema, gostei muito.
Um beijo, querida amiga.

✿ chica disse...

Lindo,Felipa!! Tudo bem contigo? Aqui um frio enorme... beijos,tudo de bom,chica

Amara Mourige disse...

Olá Felipa,Lindo! Passei para conhecer esse teu blog e adorei! Os poemas são belíssimos!!
Um bom domingo.
Bjs
Amara

Amara Mourige disse...

Olá Felipa,Lindo! Passei para conhecer esse teu blog e adorei! Os poemas são belíssimos!!
Um bom domingo.
Bjs
Amara

Orvalho do Céu disse...

Olá,querida
A vida nos deixa em altos e baixos mas voltamos a estabilização sempre...
Deus te cubra de bênçãos e te faça feliz!!
Bjs festivos de paz

✿ chica disse...

Linda poesia,Felipa!!Acabo de te ler na AMARA! beijos, tudo de bom,chica

Gracita disse...

Oi Felipa. Cheguei aqui através do blog da Amara e confesso gostei de tudo que li. Os poemas são encantadores. Já te seguindo. Um domingo maravilhoso.
Gracita