sexta-feira, 29 de outubro de 2010

Para além do pensamento

Que há pra além do sonhar?
Apenas este tormento
de não conseguir estar
contigo nem um momento
nem um só instante a par
sob este belo luar
que me acorre ao pensamento
e me lembra o sofrimento
e a distância a separar
dois corpos do verbo amar.

E sem saber nem pensar
todo o sonho é um tormento
para quem tem de esperar
e calar seu sentimento
enquanto espera o momento
de dormir e acordar
conjugando o verbo amar
para além do pensamento...

(Felipa Monteverde)

4 comentários:

JB disse...

Lindíssimo jogo de palavras numa composição poética que envolve o pensamento e o verbo amar!

Gostei!!!

Beijinho

Regina F.Murbach disse...

Lindíssimo seu poema. Obrigada pelas palavras doce que me enviou. Agradecida por me visitar.bjs. Regina

Miguel Afonso disse...

Que há pra além do sonhar?
Apenas este desejo
De a tua boca beijar...

Felipa disse...

Obrigada pelos comentários, vocès são uns amores
Beijinhos